Ultimas Postagens
recent

Jogo de estratégia lota Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo

No mundo, nessa modalidade, são mais de 60 milhões de jogadores.
Segundo investidor, tem cyber atleta que ganha mais de R$ 20 mil mensais.





O Jornal Nacional mostra um jogo um pouco diferente. No mundo todo, nessa modalidade, são mais de 60 milhões de jogadores, todos bem jovens.

Um café da manhã simples, mas balanceado. Um treino na academia não muito puxado, mas bem focado no que eles precisam evitar.

“Problema de coluna, lombar, ombros, punho, síndrome do carpo que é bem comum na nossa profissão, então é bem importante fazer”, diz o jogador Yan Schuawb.

Como vários vieram de fora, eles moram na mesma casa para facilitar a rotina de treinos. No campo de treinamento, todo mundo é atleta de um esporte que se joga sentado.

“Ser um cyberatleta muitas vezes é jogado como algo meio vagabundo para sociedade. É uma profissão, você consegue viver com isso”, conta o jogador Denis Gonçalves Fischer, de 19 anos.

São oito horas de treino por dia, com roupa confortável, chinelo de dedo com meia. É trabalhar jogando videogame no conforto e ainda ser pago para isso. O sonho de muita criança virando realidade.

“A rotina é isso, todos os dias treinando tarde e noite para chegar lá no final de semana e jogar bem”, explica o jogador Thiago Utinu Sartori.

Está achando que é só brincadeira? Então confira os números. “Hoje o mercado brasileiro de esporte eletrônico cresceu, em 2015, 20% mesmo com crise. Hoje, você tem atletas que ganham, na média, R$ 2 mil por mês, mas chega a ter atletas no Brasil que ganham mais de R$ 20 mil por mês”, afirma o investidor Danilo Salgueiro.

Se por um acaso você ainda não entendeu qual a importância estar na final do campeonato mais importante do Brasil, explica-se: Ginásio do Ibirapuera lotado, 10 mil espectadores, uma arena, cinco jogadores de cada lado, numa ‘vibe’ impressionante. E é transmissão ao vivo para o mundo inteiro com narrador e comentarista.

É vibração de fazer levantar da cadeira, de querer xingar o adversário. Conquistar o território do adversário vale vaga na seletiva para o Mundial, que vai dar um prêmio de mais de U$ 1 milhão.

“É uma mistura de futebol com xadrez. Tem um monte de estratégia, mas tem também bastante ação. Até quando você compara com outros países, a gente vê que o brasileiro é muito apaixonado”, diz o diretor do evento Roberto Lervolino.

Alguma dúvida de que essa é a nova grande modalidade esportiva do Brasil?
“Eu pensei que fosse só um jogo de modinha, confesso. E aí fui ver o número de pessoas que jogava, foi me dando mais ânimo. É demais”, afirma o analista de rede Diego Arruda.

Quem ganhou o Campeonato Brasileiro neste sábado (9) no Ginásio do Ibirapuera foi o time de azul. O INTZ  levou um prêmio de aproximadamente R$ 80 mil.  O próximo passo é uma seletiva para o Mundial, no começo de setembro, em Curitiba. A final do mundial será em Los Angeles, nos Estados Unidos, em outubro.

Siqueira Games

Siqueira Games

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.